Tratamento e Cirurgia do CÂNCER DE BEXIGA

Atendemos Convêios e planos de Saúde: UNIMED, GOLDEN CROSS, AMIL, SULAMERICA, GEAP, IRB, CNEN, FURNAS, PETROBRAS

O câncer de bexiga (neoplasia maligna da bexiga) está diretamente ligado a fatores de risco por  exposição a determinadas substâncias no local de trabalho ou pelo tabagismo (40-50% dos casos). Alguns medicamentos e infecções crônicas da bexiga podem induzir a este tipo de câncer. Cerca de 20% dos diagnósticos, são em pacientes que não apresentam nenhum fator de risco conhecido.

DIAGNÓSTICO DO CANCER DE BEXIGA
O  diagnóstico do câncer de bexiga pode ser incidental ao se realizar algum exame de imagem, ou após o aparecimento do principal sintoma, que é urinar sangue (Hematúria). Neste último caso, inicia-se a investigação  através de uma ultrassonografia do aparelho urinário  e quando necessário,  uma tomografia computadorizada.
No passado, era rotina solicitar cistoscopia (olhar a bexiga por dentro) para realizar o diagnóstico e realizar uma biópsia da área tumoral. Atualmente com exames de imagens mais precisos, este procedimento não é o de primeira escolha, indicando-se inicialmente o procedimento cirúrgico.

TRATAMENTO CIRURGICO DO CÂNCER DE BEXIGA
RTU DE BEXIGA
A ressecção endoscópica do tumor de bexiga ( RTU de Bexiga) é o tratamento inicial para retirada tumor. Este procedimento consiste na introdução através da uretra de um aparelho -  ressectoscópio, acoplado a uma câmera de vídeo que irá até a bexiga.  O material é ressecado e enviado para exame histopatológico, com finalidade de identificar qual o  tipo de tumor  e avaliar se há extensão do tumor para dentro da parede (muscular) da bexiga. 

CISTECTOMIA RADICAL
Pacientes com diagnóstico de tumor de bexiga com extensão para dentro da parede (muscular), que não apresentam metástases, poderão ser submetidos à retirada da bexiga e derivação da urina para um reservatório, construído com uma parte do intestino. Existem algumas técnicas para construção do reservatório e a mais comumente usadas em nosso meio, é o reservatório ileal (reservatório de Bricker).
A cistectomia com derivação urinária é uma cirurgia extensa, com grande morbidade, requer vários dias de internação e um acompanhamento especializado contínuo.

Radioterapia e quimioterapia são tratamento também utilizado para o tratamento do tumor invasivo e para o tumor de bexiga metastático. Cada caso deverá ser avaliado isoladamente e a participação multidisciplinar do Oncologista Clínico e Radioterapeuta são indispensáveis.


 


Close

Log In

Enter Remind password

Type your e-mail address and we'll send you new password

Submit